O Blog objetiva difundir conhecimento teórico e prático sobre a Previdência dos Militares. O foco continua sendo a PMERJ, mas, por certo, os militares de forma geral são os destinatários dos conteúdos postados. A análise e o entendimento dos Tribunais de Justiça permanecem e continuam sendo o norte para as questões previdenciárias polêmicas vividas pelos militares. Nosso Canal no Youtube: https://www.youtube.com/c/MilitarEstadual:

terça-feira, 2 de maio de 2017

Profissão Policial Militar - Requisito legal: "Jurar solenemente entregar a própria vida em favor de desconhecidos”.

Polícia Militar - Braço forte do Estado - Força da Ordem Pública promovendo Segurança.

Requisito legal para integrar as fileiras das Corporações: Juramento solene de oferecer a própria vida em favor de “desconhecidos”.

A Polícia Militar é uma das forças mais atuantes em todo e em qualquer Estado. É presença ostensiva nas ruas, em pequenos e grandes eventos, promovendo Segurança. Força da Ordem Pública atuando em todos os Estados do Brasil.  

No militarismo, homens e mulheres, em regra, iniciam a vida castrense ainda jovens, “abrindo mão” do lazer próprio da idade, sem descanso aos domingos, feriados, Natal, Ano Novo... Dão continuidade aos estudos (civis) à noite (na medida do possível). Quase sempre estão afastados da família, dos amigos... para servir a Sociedade. Não é raro ver a vida desses profissionais, por estar em risco constante, ceifada durante a execução do serviço policial militar, e, em percentual maior quando em gozo de folga (momento em que estão mais vulneráveis).

Assim, muitas vezes, precocemente e antes de perfazer os mínimos 30 (trinta) anos de serviço ativo, exigidos por lei (Estatuto), perdem a vida. 

O leitor conhece outra profissão em que seja requisito legal jurar solenemente entregar a própria vida, em favor de “desconhecidos”, para exercer a profissão?




Sd Jonathan - reprodução da internet

SD Jonathan - “Um policial militar foi morto, na noite desta sexta-feira, em frente ao Center Shopping, na Freguesia, Zona Oeste do Rio. De acordo com a Polícia Militar, o soldado Jonathan Barros de Carvalho, lotado no 18º BPM (Jacarepaguá), tentava impedir que dois criminosos em uma moto praticassem uma saidinha de banco quando foi atingido no peito. O militar de 26 anos estava de serviço dentro de uma cabine da Polícia Militar quando percebeu a ação dos criminosos. Após ser atingido, ele foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu”. http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2016-12-31/pm-que-tentava-impedir-assalto-e-morto-na-zona-oeste.html


SD Willian - “O inquérito da Divisão de Homicídios (DH) que investiga o assassinato de André William Barbosa de Oliveira, de 32 anos, encontrado dentro do porta-malas de seu próprio carro, na Rua Clodoaldo de Freitas, em Guadalupe, na Zona Norte do Rio, apura se traficantes do Batam, em Realengo, foram autores do crime. O corpo do policial foi encontrado em Guadalupe na madrugada deste domingo. O agente, que era lotado no serviço reservado do 3º BPM (Méier), estava passando a virada de ano num pagode em Realengo quando foi abordado por um grupo de homens. Na ocasião, André estava armado e com sua carteira funcional. A polícia apura se ele foi levado para o Morro da Quitanda, onde teria sido morto a tiros”. http://extra.globo.com/casos-de-policia/estado-do-rj-tem-quatro-policiais-mortos-em-2017-20720890.html#ixzz4XHyT9muk

Nenhum comentário: